PALAVRA DO PRESIDENTE

"BONS COSTUMES" 

"2019: BRASIL ACIMA DE TUDO, GADU ACIMA DE TODOS".


"A POLITICA COMO EU COMPREENDO, NÃO É UMA ESPECULAÇÃO DOS HOMENS, É UMA RELIGIÃO DA PÁTRIA, TÃO SAGRADA E OBRIGATÓRIA COMO CULTO DAS VERDADES ETERNAS QUE CONSTITUI A RELIGIÃO DE DEUS" (Bezerra de Menezes)


Rio de Janeiro, RJ, 27 de novembro de 2019.


DISCURSO DE 40 ANOS DA PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA DO RIO DE JANEIRO


Autoridades Maçônicas, Civis, Convidados, meus Veneráveis Irmãos Deputados, boa-noite.

As minhas palavras hoje têm um significado muito especial. Remontam a uma data que nos é deveras importantíssima. Em 23 de junho de 1979, foi instalada a Poderosa Assembleia Estadual Legislativa, do Rio de Janeiro, a nossa altiva e magnânima PAEL-RJ, de tantas lutas, embates acendrados e vitórias significativas para o nosso povo Maçônico. E no dia seguinte foi eleita e instalada sua primeira Mesa Diretora. Com a transferência do Poder Central da Maçonaria Brasileira para Brasília, e a imperiosa necessidade de integração dos Estados e federalização da Ordem pelo imenso território nacional, se fazia mister a instalação do Grande Oriente do Brasil na nova capital política federal, o que já era previsto no art. 188, da Constituição Maçônica de 1967. Fato que oficialmente ocorreu em agosto de 1978. E na esteira desta mudança, a Maçonaria do Estado do Rio de Janeiro entendeu ser fundamental a instalação de uma Assembleia Legislativa forte e altaneira, o que viria a acontecer no ano seguinte.

São 40 anos, da Poderosa Assembleia Estadual Legislativa do Rio de Janeiro, como partícipe e testemunha da história Maçônica, passada no tradicional Palácio do Lavradio, palco inconteste de diversos acontecimentos, que marcaram a vida do nosso Estado. Quando da instalação da Assembleia Estadual, o Irmão Ivo Ramos de Mattos foi seu primeiro Eminente Presidente. No total, até a data de hoje, trinta e doisirmãos já presidiram a PAEL. Número realmente expressivo, nesses quatro decênios de atuação legislativa, o que nos embaraça de nominarmos um a um todos os seus ex-presidentes, e aos quais aproveitamos a oportunidade para rendermos também as devidas homenagens. Cada presidente, a seu estilo, conduziu esta Corte de Leis, todavia todos atenderam aos ditames de nosso Regimento Interno-RIPAEL, bem como à nossa legislação e aos postulados constitucionais vigentes. E é com a intrepidez, inteligência, coragem e colaboração de meus Veneráveis Irmãos Deputados, desde os antigos que eu já os conheço e sei de suas capacidades, e principalmente dos que agora chegaram, com muito ímpeto de atuação, que fortaleceremos nossa Assembleia Legislativa.

Sem medo de cometer engano, afirmo que todos eles se dedicam, e dedicar-se-ão com denodo para bem desempenharem seus mandatos, honrando a representatividade outorgada pelas Lojas Maçônicas de nossa jurisdição, o Estado do Rio de Janeiro. Nestas quatro décadas, elaborando projetos, proposições, editando resoluções, decretos e leis, a Poderosa Assembleia Estadual vem sobejamente cumprindo o seu papel de Casa Legislativa, na busca intensa de melhor atender aos anseios do povo Maçônico, com o desiderato democrático de sempre pretender a aplicação da mais lídima Justiça. Sem abandonar a sua atribuição de verificação e controle das contas do Poder Executivo, prerrogativa que exerce com a competente parceria do Conselho Estadual de Contas, agora sob a denominação mais apropriada de Tribunal de Contas Estadual Maçônico, órgão cujas principais atribuições são fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial das contas do Grão-Mestrado Estadual. É também um órgão de controle externo junto ao Poder Legislativo, um apêndice deste Poder, auxiliando-o em sua missão de fiscalização. É um órgão de extração constitucional. 

Assim, com todos estes acontecimentos e relatos, está sendo constituída a real e pujante história da Poderosa Assembleia Estadual Legislativa do Rio de Janeiro, mais um baluarte de uma das maiores instituições nacionais de defesa da Liberdade, da Igualdade e da Fraternidade, não só do povo Maçônico carioca, mas também de todo território brasileiro.

Pedro Bezerra de Menezes

Eminente Presidente da PAEL
Biênio 2019/2021



Rio de Janeiro, 21 de agosto de 2019.

DIA DO MAÇOM

Hoje, 21 de agosto, estamos reunidos neste belo Templo, em concorrida Sessão Especial, comemorando o Dia Nacional do Maçom, cujo transcurso se deu na data de ontem. E por que Dia do Maçom e não o Dia da Maçonaria? Simplesmente porque a nossa Sacrossanta Instituição, a Maçonaria, é celebrada todos os dias, com os feitos, desempenhos e atitudes de seus membros: os Irmãos Maçons.

Já o Maçom, com atuação nas várias esferas da vida, estudando, aprendendo a filosofia humana, se aperfeiçoando, exercendo a filantropia, é um homem livre e de bons costumes que dedica sua vida à edificação, nesse terrestre plano, de um mundo novo e muito mais humano, praticando a Maçonaria, de forma discreta, objetiva e com intensa fraternidade. Com o viés acentuado de ajuda ao próximo.

Aqui, um recorte na História do Brasil se faz mister, para registrar com orgulho que a data de 20 de agosto fora escolhida como o Dia Nacional do Maçom, em virtude da Reunião ocorrida nesse dia, no ano de 1822, na Loja Maçônica Comércio e Artes, no Rio de Janeiro, quando nosso irmão Joaquim Gonçalves Ledo, que presidia a Sessão, leu aos demais irmãos a "Declaração de Independência".

O documento fora elaborado pelos Maçons que há muito vinham lutando pela nossa soberania, e que Dom Pedro I, também Maçom, o recebeu durante viagem e o traduziu em alto e bom tom, no caminho de São Paulo, às margens do Riacho Ipiranga, em 7 de setembro, rompendo definitivamente os laços que nos uniam a Portugal, e assim proclamando a Independência do Brasil.

No cenário mundial também se comemora o Dia do Maçom, só que em data diferente, a 22 de fevereiro: Dia Internacional do Maçom, numa grata homenagem ao dia do nascimento do Maçom George Washington, protagonista da independência dos Estados Unidos.

E por último, porém não esquecida, a nossa respeitosa homenagem aos Maçons que partiram desta vida para outra jornada e com toda a certeza hoje formam a Divina Loja Celestial, no Oriente Eterno, e que, com seus gestos e atitudes, nos legaram grandes e variadas obras que se perpetuam. À memória destes valorosos Irmãos, com muita honra, um minuto de silêncio.

Meu muito obrigado.

Pedro Bezerra de Menezes - Presidente da PAEL
Biênio 2019/2021


"BONS COSTUMES"

"2019: BRASIL ACIMA DE TUDO, GADU ACIMA DE TODOS".

DISCURSO PARA A POSSE, DO EMINENTE GRÃO-MESTRE ELEITO DO GOB/RJ, IRMÃO AILDO VIRGINIO CAROLINO

A vida algumas vezes nos faz caminhar por veredas diferentes, seja pelos nossos afazeres da vida profana, por compromissos familiares ou por simplesmente termos uma visão ou interpretação não coincidente com outras, o que por vezes, gera desentendimentos, até mesmo palavras equivocadas que em nada refletem os sentimentos humanos e fraternos que trazemos conosco, mas, infelizmente, causa afastamentos de pessoas que nos são muito caras.

Todavia, a vida e o tempo, brilhantemente com sua grande sabedoria, se encarregam de nos mostrar, que toda essa perda de tempo e energia não nos leva a caminho algum e que o importante, o necessário e o indispensável são a hombridade, o caráter, a boa índole e, acima de tudo, o amor ao próximo que cada um traz dentro de si.

O Grande Arquiteto do Universo, certamente na sua infinita sabedoria, quis reunir neste momento, forças iguais, que desejam o crescimento e fortalecimento do nosso Grande Oriente do Brasil no Estado do Rio de Janeiro, para os irmãos trabalharem juntos, alinhados.

Não só a minha palavra, como esta casa, estará ombreando esta nova administração nas pessoas de seus administradores, Eminente Irmão Aildo Virginio Carolino e Poderoso Ir.: André Rosa, para que o sucesso seja sua marca e o trabalho, sua estrada, onde certamente nos levará a porto seguro onde atracar a nossa caravela, a caravela da fraternidade.

Boa sorte, felicidades nesta nova empreitada.

Rio de Janeiro, RJ, 24 de junho de 2019.

Pedro Bezerra de Menezes - Presidente da PAEL
Biênio 2019/2021


"2019: BRASIL ACIMA DE TUDO, GADU ACIMA DE TODOS".

Rio de Janeiro, RJ, 18 de junho de 2019.

Obrigado pela presença dos senhores.

Esse apoio reforça minha disposição de bem desempenhar a honrosa tarefa que me incumbiram meus pares. Agradeço a todos!

E como dizia Guimarães Rosa: "sua alta opinião compõe minha valia"!

Ninguém é só, isolado, unitário. Nem o mais retirado dos eremitas, cujo distanciamento o coloca sempre em referência com a vida gregária a que faz contraponto.

Num colegiado, a interação se impõe soberana.

Não sou dono da verdade! Quero dividir com cada Venerável Deputado da Poderosa Assembleia Estadual Legislativa- PAEL, ao assumir a Presidência dessa casa de Leis, que o faço com responsabilidade de cumprir o papel que cabe ao Poder Legislativo! Fiscalizar e Legislar para o bem da nossa Ordem com independência e imparcialidade, em harmonia com os demais Poderes, de forma firme e justa!

Esta cerimônia é a celebração de um ritual que se renova desde 1979, completando esse ano 40 anos de existência da Poderosa Assembleia Estadual Legislativa - PAEL, constituindo o símbolo da perenidade desta Assembleia de Maçons, tal como foi ela concebida, em momento de feliz inspiração, pelos nossos irmãos seus fundadores.

Esse é um momento histórico, no qual devemos nos impor a fim de valorizar o Poder Legislativo Maçônico, em nível Estadual.

Não creio que palavras possam descrever, adequadamente, o alto significado que este momento histórico representa na existência da Maçonaria da PAEL, na vida dos Maçons e na sua história, como homens brasileiros, comprometidos, cujo esforço, talento e valor têm contribuído, de modo decisivo, para manter a Maçonaria no Brasil, entidade digna, justa, forte e consciente de sua importância.

Uma instituição aberta a todos, sem exclusões, sem discriminações e sem intolerância.

Finalizo, afirmando que não iremos quedar frente a quaisquer obstáculos, porém seremos justos nas decisões em favor da Ordem. Muito Obrigado!

Pedro Bezerra de Menezes

Presidente

Biênio 2019/2021